Prato


Cozer pão num tacho

A alimentação vegetariana

A escolha de um regime alimentar é uma questão muito pessoal que pode ser motivada pelo respeito à saúde, à ética, à ecológica, à económica, à religiosa, e à filosófica.
Sabendo que é no mundo da inter-relação que se joga o futuro do planeta, a escolha da alimentação vegetariana poderia ser uma opção resultante de uma tomada de consciência. O primeiro passo para o respeito à Vida e à Natureza, efectua-se para dentro do próprio indivíduo. Os seus instintos de sobrevivência e, portanto, a alimentação, serão o ponto de partida para a sua transmutação. Fica, no entanto, claro, que qualquer mudança radical na alimentação, assim como a escolha de um regime alimentar extremo, pode alterar irreversivelmente o equilíbrio do organismo.

 Preparar o fermento caseiro
IMG_3388Precisa de:
Farinha de trigo simples (sem fermento e se possível integral) e um pouco de sal.
Como preparar:
Numa tigela, junta-se um pouco de farinha com água morna salgada até se obter uma pasta mole. Cobre-se a tigela com um pano quente e arrecada-se num sítio abrigado do frio. Ao fim de um dia e meio a dois dias, volta-se a acrescentar à pasta mais um pouco de farinha e de água morna salgada. Deixa-se de novo descansar a mistura durante um dia e volta-se a fazer o mesmo procedimento. A levedura irá ficar pronta quando a pasta aumentar de volume, ficar cheia de pequenas bolhas no seu interior e deitar um cheiro de levedura levemente ácido. Durante o Inverno, devido ao frio, o fermento pode demorar mais tempo a formar-se; não desanime e continue o procedimento até obter o resultado desejado.

Esta preparação só se efectua a primeira vez. Depois de amassar o pão, só precisa pôr de parte, numa tigela, uma pequena porção da massa, que irá servir de levedura para a vez seguinte. Guarde a preparação numa tigela destapada e dentro de um local fechado. Com o tempo, irá formar-se uma pequena crosta na superfície da massa, o que é normal.

Para se obter um melhor resultado, aconselho que, algumas horas antes de amassar o pão, seja misturada uma razoável porção de farinha ao fermento para fazer o crescente.

Observação pessoal:
A farinha de trigo que compramos na moagem é integral. Porém, por sermos vegetarianos, a nossa alimentação já abunda em fibras. Por isso, peneiramos a farinha para lhe retirar parte do seu farelo. Fica o pão escuro, perfumado e saboroso sem agredir o sistema digestivo devido a uma percentagem demasiado elevada de fibra.
IMG_3391Preparar o pão

Num alguidar, conforme o tamanho do tacho, coloca-se cerca de um quilograma e meio de farinha de trigo. Junta-se o fermento sobre a forma de crescendo que teve o cuidado de preparar algumas horas antes (se quiser cozer o pão de manhã, prepare o crescendo na noite anterior). Amasse a farinha, acrescentando progressivamente água morna e temperada de sal.
IMG_3396Tape o alguidar com uns panos quentes para não arrefecer e deixe descansar a massa o tempo necessário para levedar (de inverno pode demorar de 2 a 3 horas; de verão, conforme a temperatura, 1 hora basta.
IMG_3401O sistema do tacho

Para cozer o pão ao lume num tacho, precisa de:

· um tacho de ferro fundido

· uma pequena trempe que caiba dentro do tacho

· uma forma que também caiba dentro do tacho (poderia ser uma sertã sem cabo)
IMG_3402Como proceder:

Coloca-se a trempe dentro do tacho.
IMG_3403Coloca-se a forma sobre a trempe.
IMG_3404Dentro da forma, mete-se a massa levedada.
IMG_3411Tapa-se o tacho e inicia-se a cozedura com um fogo bastante activo durante cerca de 10 minutos, depois, deixa-se cozer com uma chama branda. Ao fim de 45 a 60 minutos, o pão deverá estar cozido.
IMG_3426Aqui está o aspecto do pão feito com farinha semi-integral.